Google+ Followers

Google+ Followers

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

terça-feira, 25 de outubro de 2011

MNE

Será que Portas vai fazer uma surpresa e nomeia a 1ª Mulher Secretária geral do MNE?

Que tal a Embaixadora ANA MARTINHO?

Boa malha, diria o Faustino

ÁS ARMAS

Equipa tecnica que o Ministro nomeou, para "resolver" a instalação em Lisboa de um polo do Hospital das Forças Armadas:
Prof.Dr. Armando Sarmento (do Porto e lá residente)-dizem que cunhado do Ministro
Dr.António Reis Cruz ( assume-se como Dr quando é Coronel médico na Reserva)
Dr. Manuel Maia Gonçalves(cap.médico na Reforma que saiu com aquela golpada de ir nas listas para as autarquias )
Arquitecta Sofia Coutinho a representar o Ministro das Finanças
Dr.Alberto Coelho Director geral de pessoal do Ministério da Defesa

1º-Que estranha Comissão esta, ou melhor, que estranha composição.
2º-No que está bem não se toca, lá diz o povo
3º-Será que é agora, neste terrível momento de crise, onde todos vão pôr a cabeça no tronco, que é preciso um Hospital das Forças Armadas e gastar balurdios com isso?
4º-Não será conveniente que o Parlamento analise este assunto, com calma e mais senso?

Eu pensava já ter esquecido o "outro"

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

ESTA É BOA



José António Mendes Ribeiro é o coordenador do grupo técnico para a reforma hospitalar, nomeado (24.08.11) por despacho n.º 10601/2011 do ministro Paulo Macedo link Entre outros cargos, José António Mendes Ribeiro foi presidente da Unidade de Missão Hospitais SA (2003-2004), nomeado/exonerado por Luís Filipe Pereira. Foi também presidente da Comissão Executiva do Grupo Português de Saúde (2004 -2007) pertencente à famigerada Sociedade Lusa de Negócios (SLN) proprietária do BPN; Docente do Programa Avançado em Parcerias Público-Privadas da Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais da Universidade Católica Portuguesa. Autor do livro “Saúde: a liberdade de escolher”, Gradiva, Lisboa, 2009 e de "Um novo contrato social da Saúde" - Mais Sociedade ‐ Saúde Abril de 2011 link
Segundo o referido despacho o grupo técnico para a reforma hospitalar «tem por missão propor um conjunto de medidas que visem reorganizar a rede hospitalar através de uma visão integrada e racional do sistema de saúde.» Com semelhante coordenador é fácil imaginar o que aí vem. Pobre Rede Hospitalar. Depois deste estudo, dificilmente "O SNS continuará a ser o pilar do nosso sistema de saúde."

LOGO SE VÊ


A CPSI organiza, a 14 de Novembro, a 1.ª Conferência da Comunidade Portuária de Sines tendo por tema aquele que é já um dos mais relevantes assuntos para o sector marítimo-portuário: “O impacto do novo canal do Panamá nos Portos Portugueses”.A decorrer no Auditório do Porto de Sines, a partir das 10.30h, será debatida a questão do alargamento do Canal do Panamá e as oportunidades que o novo Canal irá proporcionar aos portos nacionais.

ÁS ARMAS


Militares decidiram avançar com protesto em frente ao Ministério das Finanças
A concentração começará no Rossio, em Lisboa, de onde partiram os manifestantes rumo ao Terreiro do Paço, em frente ao Ministério das Finanças.A moção foi aprovada tendo em consideração, entre outros pontos, que está em curso "um violento ataque às condições de vida dos portugueses e por consequência dos militares e suas famílias".A concentração no Rossio foi ainda marcada tendo em conta "a redução das remunerações, aliada aos cortes dos subsídios de férias e de Natal e ao aumento generalizado dos impostos", que está a "atirar muitos" militares para "o limiar da impossibilidade de cumprir com os compromissos financeiros assumidos".Pesaram ainda na decisão dos militares de efectuarem este protesto o facto de haver uma "campanha pública que visa denegrir a imagem dos militares e das Forças Armadas a coberto de alegadas irregularidades cometidas relativamente a remunerações e progressões nas carreiras.A concentração servirá ainda para alertar que os militares "não aceitam a descaracterização das Forças Armadas" e a "degradação" da assistência médica da classe sob a capa de uma "suposta reforma do sector".Cortes vão afectar futuro das Forças ArmadasOs militares criticam os "cortes cegos" que estão a ser feitos com intuitos "unicamente economicistas" e "sem ter em conta o que é a carreira militar e o seu estatuto". Segundo os dirigentes associativos, as medidas de austeridade propostas pelo Governo vão afectar o funcionamento, a dignidade e o futuro das Forças Armadas. Como nem todos os militares couberam no auditório do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE), o presidente da Associação Nacional de Sargentos (ANS), Lima Coelho, deslocou-se ao exterior do edifício para comunicar aos restantes participantes no encontro que as três associações (Sargentos, oficiais das Forças Armadas e Praças) vão apresentar uma "proposta de consenso" de luta e protesto contra tais medidas desde a redução de efectivos à suspensão do subsídio de férias e de Natal, passando pelo congelamento das carreiras, cortes na assistência social e outros direitos dos militares. Ao intervir, no auditório, Lima Coelho salientou que os militares "não aceitarão ser parte integrante da Comissão Liquidatária das Forças Armadas", criticando os "cortes cegos" que estão a ser feitos com intuitos "unicamente economicistas" e "sem ter em conta o que é a carreira militar e o seu estatuto". O "inalienável direito à progressão na carreira" foi outro dos pontos da intervenção de Lima Coelho que, à semelhança de outros dirigentes associativos, criticou a campanha em curso de sectores políticos para "denegrir a imagem dos militares junto dos cidadãos". Criticou ainda uma política que visa "descaracterizar as Forças Armadas". "É necessário e urgente lutarmos e discutirmos acções e propostas", disse o presidente da ANS, pedindo "firmeza" e "confiança" na defesa dos direitos dos militares. As imposições feitas pela troika no sentido de redução de militares em 10% até 2014 e da redução de vencimentos foram críticas feitas nas intervenções de Pereira Cracel, presidente da associação de Oficiais das Forças Armadas, e de Luís Reis, presidente da Associação de Praças, tendo o primeiro criticado ainda a sistemática "suborçamentação" das Forças Armadas, observando que a instituição tem que ser "respeitada" e que os militares "não são descartáveis". Pereira Cracel questionou a legitimidade para serem "estrangeiros a darem ordens ao Estado português numa vertente da soberania" que são as Forças Armadas e apontou a intenção de "desarticular" e "descaracterizar" a instituição. "Não se admite uma situação destas", disse Manuel Pereira Cracel, enquanto Luís Reis alertou para a "degradação gradual da condição" de vida e de trabalho dos militares, com reflexos na família, observando aqueles que tentam denegrir as Forças Armadas depois de terem colocado o país numa "situação calamitosa" e "à beira do abismo". No final do encontro, e após discutirem a proposta de consenso, cujo conteúdo não quiserem revelar, os dirigentes associativos prometem anunciar publicamente as acções de luta a adoptar pelos militares.Costa Pereira

domingo, 23 de outubro de 2011

INJUSTO

Christine Lagarde recebe do FMI mais 10% que Dominique Strauss-Kahn, mas mesmo assim menos que o presidente da Caixa Geral de Depósitos, entre outros gestores portugueses, pelo que a Senhora , convenhamos,ainda está mal paga pelo padrão de Portugal.
E, coitada, ainda tem de pagar os medicamentos.....

sábado, 22 de outubro de 2011

O BURACO



O navio alemão Bremen efectuou esta sexta-feira um turnaround no Porto do Funchal, tendo desembarcado 102 passageiros e 26 tripulantes e embarcado 85 passageiros e 25 tripulantes, num cruzeiro designado de "Madeira-Dakar" que se iniciou no Funchal e que inclui uma paragem nas ilhas Selvagens.


Por onde andará a crise?

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

UAU

Este Cavalheiro é Presidente da Câmara de Barcelos.

Mas nunca apareceu na televisão nem nas paginas de jornal.

Só o Galo, o de Barcelos, é que aparecia e tinha protagonismo.

Mas eis que, depois de anos de angustia e espera, surgiu a oportunidade de ele superar o Galo.

Diz que vai pagar os subsídios aos funcionários,i.e. marimba-se para a lei da Republica e faz-se heroi da palavra.

Iguala o Galo, ou mesmo supera-o por dias, e é a vedeta. O Estado estremeçe, a Republica tropeça, o Povo agita-se.

O nome do Senhor....pois, acho que ninguém decorou

VERGONHA



O Senhor Presidente Cavaco Silva na sua visita discreta aos Açores de 5 dias levou 30 acompanhantes, entre os quais:

- sua esposa>

- o chefe da casa civil e sua esposa>

- 4 assessores>

- 2 consultores>

- 1 médico pessoal + 1 enfermeira

- 2 bagageiros???

2 fotógrafos oficiais + 1 mordomo>

- 12 agentes de segurança>>


e à chegada disse; "Ninguém está imune aos sacrifícios".>>


Nota: Convém lembrar que quando o príncipe Carlos e a sua mulher Camila visitaram oficialmente Portugal, choviaa cântaros e seguravam nos seus próprios guarda-chuvas.

O nosso Presidente e mulher - na mesma ocasião tinham alguém que lhes segurava o guarda-chuva......

E até houve um General de 3 estrelas ,cá, que segurou o guarda chuva ao Presidente Mário Soares

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

E ESTA?

INSTITUTOS PÚBLICOS(despesa em M€)
Cinemateca Portuguesa
3,9
Instituto Português de Acreditação
4,0
Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos
6,4
Administração da Região Hidrográfica do Alentejo
7,2
Instituto de Infra Estruturas Rodoviárias
7,4
Instituto Português de Qualidade
7,7
Administração da Região Hidrográfica do Norte
8,6
Administração da Região Hidrográfica do Centro
9,4
Instituto Hidrográfico
10,1
Instituto do Vinho do Douro
10,3
Instituto da Vinha e do Vinho
11,5
Instituto Nacional da Administração
11,5
Alto Comissariado para o Diálogo Intercultural
12,3
Instituto da Construção e do Imobiliário
12,4
Instituto da Propriedade Industrial
14,0
Instituto de Cinema e Audiovisual
16,0
Instituto Financeiro para o Desenvolvimento Regional
18,4
Administração da Região Hidrográfica do Algarve
18,9
Fundo para as Relações Internacionais
21,0
Instituto de Gestão do Património Arquitectónico
21,9
Instituto dos Museus
22,7
Administração da Região Hidrográfica do Tejo
23,4
Instituto de Medicina Legal
27,5
Instituto de Conservação da Natureza
28,2
Laboratório Nacional de Energia e Geologia
28,4
Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu
28,6
Instituto de Gestão da Tesouraria e Crédito Público
32,2
Laboratório Militar de Produtos Farmacêuticos
32,2
Instituto de Informática
33,1
Instituto Nacional de Aviação Civil
44,4
Instituto Camões
45,7
Agência para a Modernização Administrativa
49,4
Instituto Nacional de Recursos Biológicos
50,7
Instituto Portuário e de Transportes Marítimos
65,5
Instituto de Desporto de Portugal
79,6
Instituto de Mobilidade e dos Transportes Terrestres
89,7
Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana
328,5
Instituto do Turismo de Portugal
340,6
Inst. Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação
589,6
Instituto de Gestão Financeira
804,9
Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas
920,6
Instituto de Emprego e Formação Profissional
1.119,9
TOTAL.........................
5.018,4

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

VISITA

O Ministro da Defesa Nacional, José Pedro Aguiar-Branco, preside à Cerimónia de Tomada de Posse do Conselho Saúde Militar (COSM), que se realiza amanhã, dia 20 de Outubro, pelas 15h00, no Salão Nobre do Ministério da Defesa Nacional.

O Ministro da Defesa Nacional, José Pedro Aguiar-Branco,também se desloca ao Aeródromo de Trânsito nº1 (em Figo Maduro), para receber os Militares da Força Nacional Destacada proveniente de Cabul – Afeganistão.

VERGONHA



O DN descobriu que a Presidência da República custa 16 milhões de euros por ano (163 vezes mais do que custava Ramalho Eanes), ou seja, 1,5 euros a cada português. Dinheiro que, para além de pagar o salário de Cavaco, sustenta ainda os seus 12 assessores e 24 consultores, bem como o restante pessoal que garante o funcionamento da Presidência da República. A juntar a estas despesas, há ainda cerca de um milhão de euros de dinheiro dos contribuintes que todos os anos serve para pagar pensões e benefícios aos antigos presidentes. Os 16 milhões de euros que são gastos anualmente pela Presidência da República colocam Cavaco Silva entre os chefes de Estado que mais gastam em toda a Europa, gastando o dobro do Rei Juan Carlos de Espanha (oito milhões de euros) sendo apenas ultrapassado pelo presidente francês, Nicolas Sarkozy (112 milhões de euros) e pela Rainha de Inglaterra, Isabel II, que ‘custa’ 46,6 milhões de euros anuais. E tem o senhor Aníbal Cavaco Silva, a desfaçatez de nos vir dizer que “os sacrifícios são para ser ‘distribuídos’ por todos os portugueses”… …‘Atão’ tá bem ó meu!… (…? E não se pode ‘privatizar’ a Presidência da República ?…)”

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

NAVIOS

Darussalem navio patrulha do Brunei encomendado á Alemanha e já a caminho.

Toda a populaça aplaudiu a compra destes navios e encheu as ruas aquando da chegada do primeiro.

Tal qual como cá!!!!!!

POIS É



VERGONHA

O que um juiz angolano fez a William Tonet, jornalista independente, não autorizando que ele se sentasse durante intermináveis horas de julgamento , não é mencionado cá.
O Homem deslocou a coluna e teve de ser internado de urgência.
Os juizes, que a ninguém respondem, têm de ser responsabilisados pelas atrocidades que cometem.
Cá, todos os dias , assistimos a barbaridades,que ninguém contesta.

VISITA


O Ministro da Defesa recebeu hoje no Forte MILITAR de S. Julião da Barra , o Ministro de Estado e da Defesa do Brasil.

BRAVÔ

Sessões de "surf" adaptados a jovens com deficiencias mentais estão a ser levadas a cabo em Peniche, com um aproveitamento notável.
A Capitania do Porto também participa na acção, de grande mérito, e que se deveria tornar num exemplo.
Note-se a beleza humana desta fotografia

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

É NOSSO

O HM é nosso.Trabalha bem, não dá prejuízo, tem optimos e únicos equipamentos e tem lá o pessoal médico e enfermeiro da nossa Armada.

No que está bem não se deve tocar, sempre ouvimos dizer...

Assim, e em votação secreta, a guarnição da CACINE não concorda com esta decisão do Ministro da Defesa de arranjar um Hospital único das FA, que, podem crer, vai dar muito mais despesa, muitos mais conflitos,muitas mais preocupações e muito pior serviço.

Uma vez mais o mexilhão tramou-se

E NÓS AO LADO



Na base naval de ROTA, em CADIZ ficará instalado o novo sistema de escudo anti-missil da NATO baseado numa frota de 7 navios

terça-feira, 11 de outubro de 2011

NOVO BISPO



D. Nuno Brás, Reitor do seminário dos Olivais , foi hoje consagrado Bispo e vai para Auxiliar da Diocese de Lisboa

sábado, 8 de outubro de 2011

A ILHA da MADEIRA

Se amanhã ganhar as eleições , continuará membro dos Conselhos de Estado e Superior da Defesa Nacional.
E penso não ser preciso dizer mais nada

REGABOFE

Empresas transporte públicas

Férias :Normalmente + 12 dias de dispensas autorizadas

Reforma :Normalmente + 25% pago pela empresa

Medicamentos , consultas e pequenas intervenções : Normalmente grátis

Prémios assiduidade(prémio para ir trabalhar): 223€/mês se não faltar

Transportes:grátis

Estadias em serviço:Hoteis 4 estrelas (maquinistas,por erxemplo)

E se quiserem saber + vão aos escandalosos acordos de empresa , assinados por várias administrações (estão lá os nomes) a quem nada acontece

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

A IR




Vai estar no IDN, 2ª feira dia 10 ás 0930, na sessão inaugural da conferência sobre a prevenção e resolução de conflitos em África.

Enquanto ouve os discursos Sexa poderia pensar que quanto ao problema dos Hospitais Militarea o melhor, se calhar, é estar quieto.

Ou então pensar na maneira como o Presidente Lula tratou os Militares Brasileiros

Alguém quer ir?

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

A VER



Nuno Garoupa.Phd

Sábado na TVI 24 no "combate de blogs" e com direito a artigo no Expresso

A VOZ

E já lá vão 12 anos que deixou de se fazer ouvir

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

PORTUGAL



Tratado de Zamora, 5 de Outubro de 1143. Reconhecimento de D. Afonso como Rei de Portugal e proclamada a soberania

terça-feira, 4 de outubro de 2011

RES PUBLICA

E lá está a Marinha......


5 DE OUTUBRO

Amanhã celebra-se a Republica.

A CACINE mostra este "busto" , o mais bonito de quantos foram apresentados, mas como ficou anónimo, e consequentemente o seu autor não se apresentou, não foi o escolhido.
Convenhamos que o motivo justificativo é infantil e bizarro. Mas enfim, estávamos em 1911 e também a Bandeira escolhida não foi a que obteve consentimento geral, nem de muito longe seria a mais bonita e adequada

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

HOMENAGEM

http://youtu.be/A3pzTbF5c2Y

AUTARQUICAS


Os primeiros candidatos anunciados.
A OEIRAS e como Independentes
Paulo Freitas do Amaral, para a Câmara
Catalina Pestana para a Assembleia

domingo, 2 de outubro de 2011

E ESTA?

 ONTEM, dia 1 de Outubro, aconteceu:

Dia Internacional das Pessoas Idosas,
Dia Mundial da Música,
Dia Europeu da Depressão,
Dia Nacional da Água e
Dia Mundial do Vegetarianismo:


A CACINE, perante tanta coisa a celebrar resolveu pairar

CRISE

Esta semana, varios Parlamentos han aprobado la reforma del fondo de rescate europeo (EFSF, por sus siglas en inglés) acordada en julio, que permitirá a dicho fondo comprar bonos de países europeos en los mercados secundarios y recapitalizar sus bancos. Estas medidas son necesarias para conseguir una estabilización de los mercados financieros en Europa, que sufren desde principios de agosto un aumento de las primas de riesgo de España e Italia y dificultades de financiación del sector bancario. El origen del contagio está en las dudas sobre la solvencia de Grecia, lo que hace necesaria una reducción más sustancial de su deuda, hasta niveles sostenibles. Hay distintas fórmulas para conseguir dicha reducción, pero lo más importante en ese proceso será evitar el contagio al resto de países. Ello implica una recapitalización adecuada de los bancos europeos que lo necesiten y la provisión de liquidez casi ilimitada a los demás países periféricos que, en nuestra opinión, no tienen un problema de solvencia. Solo así se disiparán las sospechas que el mercado tiene sobre ellos.Sería deseable relevar al BCE de la compra directa de bonos para actuar con mayor respaldo político
Por ello, el instrumento actual de provisión de liquidez -EFSF- necesitará mayores recursos, a través de alguna de las diferentes propuestas de apalancamiento que se están proponiendo en estos días. Lo que sería deseable es relevar cuanto antes al Banco Central Europeo (BCE) de la compra directa de bonos para poder actuar con mayor respaldo político e incluir explícitamente la condicionalidad en términos de reformas que deben implementar los países que reciben la ayuda.
Con todo, antes de abrir nuevos frentes, como una mayor reducción de deuda en Grecia o una expansión del EFSF, resulta esencial implementar rápidamente lo ya acordado en julio como un primer paso que rompa la sensación de inacción y desorden en la respuesta de las autoridades europeas.
Pero estabilizar los mercados no es lo mismo que acabar con la crisis. Para ello se necesita clarificar el marco de gobernanza europeo y resolver la tensión entre una política monetaria única y una política fiscal y estructural descentralizada, que es lo que subyace a la crisis. El enfoque tradicional "alemán" de mantener el marco actual y si acaso reforzarlo con un mayor control de los desequilibrios fiscales y macroeconómicos probablemente no es suficiente. La alternativa que aseguraría la estabilidad de la eurozona sería progresar hacia una mayor unión fiscal, con eurobonos que requerirán como contrapartida cierta cesión de soberanía fiscal por parte de los países. Este segundo camino es políticamente difícil y tiene el riesgo -si se hace mal- de propiciar cierta imprudencia fiscal, pero es menor que el riesgo de inestabilidad al mantener el esquema actual de políticas fiscales nacionales. También es un camino largo, pero empezar a marcar una hoja de ruta creíble desde ahora dará una señal inequívoca de que por fin se opta por una solución integral y definitiva, lo que también contribuirá a reducir las tensiones en los mercados.
Miguel Jiménez González-Anleo es economista jefe para Europa y Juan M. Ruiz es economista jefe de escenarios económicos, ambos de BBVA Research.
El País, hoy

sábado, 1 de outubro de 2011

BRAVÔ

Luís Amado, hoje, na SIC em "Portugal 2011"

Muito bem. Assim é que se deve ser político na oposição. Um Senhor

NOVO BISPO

D. José Cordeiro, 44 anos, toma amanhã posse do Bispado de Bragança-Miranda