Google+ Followers

Google+ Followers

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Quarto de Vigia na proa 2008


Quarto das 0800/1200
Não quero ver Marinha.
Do Mar só quero peixes para os meus restaurantes

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

ONDE ESTAVA A MARINHA?


......A Biblioteca Nacional comprou cartas de Vitorino Nemésio ao filho de Ricardo Jorge.
No mesmo leilão , na semana passada , em Lisboa, o empresário Ricardo Martins Mota adquiriu um conjunto de cartas enviadas pelos exploradores Serpa Pinto, Hermenegildo Capelo e Roberto Ivens a José Vicento Barbosa du Bocage, amigo comum, zoólogo e na altura (1877) ministro da Marinha. Nelas se encontram, não só relatos pormenorizados sobre o continente africano como, sobretudo, um conjunto de observações e confidências que explicam as divergências entre os três expedicionários e que acabariam por resultar na separação da comitiva em dois grupos, um liderado por Serpa Pinto e o outro por Ivens e Capelo. As cartas reportam especificamente ao período da primeira viagem científica de Capelo e Ivens, de Angola às Terras de Iaca, e à altura em que as diferenças de personalidade e de ambição dos três cientistas-militares se mostraram inconciliáveis.
Algumas das cartas adquiridas têm cunho confidencial e só agora ficam disponíveis para estudo, revelando-se, dessa forma, como documentos de valor indiscutível na história da colonização portuguesa de África.

Estas cartas a Biblioteca não arrematou e nem sei se chegou a licitar.
E a Marinha nem apareceu , que se saiba.

Quarto de Vigia na proa 2008


Quarto da alva
0400/0800
Vi vagas , vi vagalhões....
E não quero sair daqui

Quarto de Vigia na proa 2008


Quarto da Meia Noite ás quatro
(0000/0400)
Vi vagas , vi vagalhôes......

TEMOS HOMEM



Uma vez mais a comunicação ao País do Presidente da República foi um atestado de incompetência passado aos locatários da Assembleia da Republica.
Os Senhores deputados fazem leis com erros constitucionais frequentes , votam coisas sem estudar , e por vezes sem ler , e , gravosamente empenham a liberdade de vindouros.
Há alineas do diploma do estatuto dos Açores que são inadmissíveis e muito mais gravosas para a dignidade e competências do próprio Parlamento Português do que para o Presidente da República.
Uma vergonha , digo eu.
E , no meio de tudo isto , confesso ficar absolutamente baralhado com o voto de abstenção do PSD e muito mais com o voto favorável do CDS.
Até fico a pensar que , se calhar , não estavam a perceber bem do que se tratava.
Mas temos Homem. Ao menos há um Português (dos que têm acasso à TV , porque de resto há muitos , felizmente) que bate o pé.

Loud and clear

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

BEM HAJAM


Não , não é o Ocaso deste vosso entretem amigo.
Antes pelo contrário. É o momento do Solstício de Inverno (simbólico , visto que este ano foi pouco depois do meio dia TMG) , para comemorar o 5000º visitante.
E para saudar o Rei Sol , que por enquanto , mas não sei se será por muito mais , ainda é de borla.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

SALVEM OS BANCOS


HOJE. Sec XXI.


O ZIMBABWÉ é meu. (sic)

BOA GENTE

Ouçam lá , oh povo ignaro e bruto:
Então não leram o meu livro , saído há pouco (por coincidencia , claro) sobre mim, um gestor de sucesso?
Então ainda têm o escarro na mente de pensar que me sinto culpado?
Mas culpas de quê?
Saio de onde estou (vários lugares) , porque meto licença sabática.
Os brasileiros andam , discretamente , a sussurar que me demitirei da Fundação luso-brasileira , mas dessa não caio eu:

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

NÃO ACREDITO


O general espanhol que chefia a missão da UE na Guiné-Bissau vai chamar um especialista para resolver um diferendo entre dois oficiais portugueses, um da GNR e outro da Armada, soube o DN junto de várias fontes.O impasse no processo de reforma das forças de segurança da Guiné-Bissau - a cargo da missão da UE que Portugal recusou chefiar - centra-se no Sistema de Autoridade Marítima (SAM), actualmente na tutela do Ministério dos Transportes. Das informações recolhidas, os representantes da GNR e da Marinha levaram para a Guiné-Bissau o braço-de-ferro que as duas instituições travaram há poucos meses em Portugal sobre a matéria.Segundo as fontes, o coronel Costa Cabral - oficial da GNR que é o número dois da missão da UE - defende a criação de uma Guarda Costeira guineense com responsabilidades de fiscalização até às 12 milhas, a partir das quais transitariam para a Marinha de guerra. O modelo implica que o SAM guineense seja integrado no Ministério da Administração Interna.O representante da Armada, capitão-de-mar-e-guerra Fernandes Carvalho (com patente igual à de Costa Cabral e mais antigo, observaram as fontes), sustenta que a Guiné-Bissau deve copiar o modelo português de ter uma "Marinha de duplo uso". Esta solução implica colocar o SAM na tutela do Ministério da Defesa e, segundo os seus defensores, permite concentrar recursos humanos e materiais numa única estrutura, evitando duplicações e permitindo poupanças de verbas.Perante a irredutibilidade das duas visões sobre o futuro do SAM guineense, o general espanhol Esteban Verástegui decidiu "chamar um maritime adviser" de outro país europeu para ultrapassar o dilema, revelou uma das fontes.Quanto às autoridades guineenses, diz-se nos bastidores que o vice-chefe da Armada, capitão-de-mar-e-guerra Zamora Induta, defende o SAM na tutela da Defesa. Contudo, o recente ataque contra o Presidente Nino Vieira deixou o ramo "na mó de baixo", observou uma das fontes.Segundo outra fonte, há também divergências entre portugueses quanto à reforma do Exército guineense: o representante da GNR - e a França, com interesses na região - privilegiam a existência de uma Guarda Nacional. A missão de reestruturação do sector da segurança guineense - a "UE RSS Guiné-Bissau" - foi criada por proposta de Lisboa na presidência portuguesa da UE (2007). Esta operação europeia é a primeira a abranger a reforma conjunta dos sectores da Defesa, Segurança e Justiça.Os debates no Ministério da Defesa e com o dos Negócios Estrangeiros levaram Portugal a abdicar da chefia da operação da UE, entregue a um general espanhol.

BOM NATAL



A CACINE engalanou-se para desejar Bom Natal e novo Ano com bom vento e boa maré aos seus já quase 4800 leitores.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

CLUB NAVAL


Parece que vai haver eleições , e parece que com mais do que uma lista.
Ao menos aqui nem o ministro ,nem o secretário de estado que nos anda a lixar , entram.
Não são bem vindos!!!!

NO REINO de SEVERIANO



Os depositos POLNATO , na trafaria ,costa acima e morro do Rei , estão vazios e a detereorarem-se a olhos vistos.
A Marinha não faz a manutenção , mas garante a segurança , o que equivale a centenas de milhares de € por ano.
O Gabinete Português para as Reservas Estratégicas de produtos petrolíferos anda vai para anos a tentar negociar com o Ministério da Defesa o aluguer , por bom dinheiro , daquelas infra estruturas.
A burocracite e falta de decisão não têm deixado.
O Ministro vende patrimonio militar. Mas para o alugar , deixar um Ramo de pagar , e ainda receber....não consegue

NÃO ESTOU AÍ

José Paulo de Carvalho . Deputado
Desculpe , lá , amigo , mas não posso concordar consigo e muito menos ir por aí.
1-Se discorda do Presidente do Partido acho que faz muito bem. Há vários orgãos onde tem assento e nos quais pode mostrar as suas , certamente válidas, razões.
Sair do CDS só por discordar do Presidente , parece-me pouco.
2-E mais grave. O meu Amigo não foi eleito deputado pela sua simpatia (que é real) e qualidades(que aprecio). O meu Amigo foi eleito numa lista do Partido, que tanto fazia ter o seu nome em 2º lugar , como outro qualquer militante, que o nº de votos seria quase o mesmo..Desculpe lá ,e não me leve a mal , mas é assim mesmo. O mandato será talvez mais do Partido do que seu. Parece-me lógico e óbvio.
Pense lá melhor e concorde comigo. Seria muito mais livre e útil, para si e para o CDS, se tivesse ficado .

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

OH PEDRO


Santana em Lisboa....com uma coligação á direita não seria mau.
Espero bem que a sua bandeira seja o cais dos contentores em Alcântara.
Costa está a fazer muito mal á cidade e , ainda por cima , leva o Zé na lista.

AINDA LÁ ESTÁ



Passei por lá , e o sujeito ainda lá se encontra.
Mas vi-me aflito para lá chegar, pois era Domingo , e não se pode atravessar a "baixa" de carro. O Sr. Costa quiz fazer uma coisa bonita para "o Povão" e resultado:
Povão não havia nenhum
Policias eram mais que as Maes a chatear os automobilistas
Engarrafamentos era mato
Um electrico antigo da Carris ás moscas
Comes e bebes zero.
É só gastar vilanagem, mesmo como eles gostam

domingo, 14 de dezembro de 2008

SIDONIO



Um Homem do século, daqueles que passa perenemente à História.
Portugal talvez tivesse sido bem diferente , se o não matam , sem lhe dar tempo de acabar a luta.
Penso até que o próprio assassino , um militar frustrado , guitarrista , motoqueiro (agora quase endeusado em pequeno livro-também não dá para mais né? ) assim o pensaria , se tivesse cabeça para pensar , depois do monstruoso crime cometido.
Faz hoje 90 an0s que , com a sua morte matada , Portugal parou.

A CONDIÇÃO MILITAR


O anúncio do "subsídio"

A foto significa: Estes estão comigo?

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

VAZIO


Pois....
Que moral tem esta gente para estar a fazer leis ?
Os "bustos" estão à gargalhada

NO REINO de SEVERIANO



Este senhor, o diplomata que nos anda a lixar, está em Cabul.

Não sei a convite de quem , pois duvido muito que alguém o deseje.

Eu , pelo menos , se lá estivesse tirava 1 dia de licença

A CONDIÇÃO MILITAR


Com a devida venia

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

PARA QUE CONSTE

O Secretário de Estado da Defesa Nacional e dos Assuntos do Mar, João Mira Gomes, recebeu hoje em audiência membros da Comissão de Trabalhadores do Arsenal do Alfeite com o propósito de clarificar aspectos relacionados com o processo de modernização, nomeadamente sobre a necessidade de empresarializar o estaleiro e o regime de recursos humanos aplicável na transição para o futuro Arsenal do Alfeite, S.A..
Para o Ministério da Defesa Nacional, a grande ambição é conseguir para Portugal uma indústria naval mais forte, dentro do sector público e garantindo, ao mesmo tempo, melhores perspectivas para os trabalhadores do Arsenal do Alfeite. Na perspectiva do Ministério da Defesa Nacional existe potencial tecnológico, operacional e humano que permitem transformar o estaleiro numa unidade competitiva num ambiente internacional, algo que hoje não acontece, proporcionando um crescimento das actuais receitas do Arsenal do Alfeite em pelo menos 20% a médio prazo e gerando assim riqueza para o País.
A constituição do Arsenal do Alfeite em Empresa não é um objectivo em si, é sim um mecanismo imprescindível para conseguir a sua modernização. As razões que mostram a empresarialização como o melhor para o futuro do Arsenal do Alfeite e dos seus trabalhadores estão perfeitamente identificadas:
Só como Empresa o Arsenal do Alfeite pode encontrar junto de entidades bancárias o capital necessário para os investimentos de que carece, uma vez que o Orçamento de Estado não deve disponibilizar a totalidade desse capital.
Só constituído em Empresa o Arsenal do Alfeite pode ter acesso a fundos de formação e de inovação, não disponíveis a repartições da orgânica central do Estado.
Como repartição da Marinha, integrada na orgânica central do Estado, o estaleiro jamais conseguirá ajustar a sua estrutura de forma a poder incorporar mais quadros qualificados; a encontrar mais capacidade em áreas tecnológicas; a responder com eficácia às frequentes variações da carga de trabalho, habituais no regime de funcionamento da indústria onde se integra; e a conseguir condições de aquisição de bens e serviços menos burocratizadas.
O Arsenal do Alfeite é hoje uma repartição da Marinha Portuguesa, gerido segundo estatutos que datam já dos anos 30 do século passado e corre sérios riscos de atingir níveis de inoperacionalidade caso não se modernize.
O processo de empresarialização proposto pelo Ministério da Defesa Nacional assegura todos os direitos e garantias dos trabalhadores do Arsenal do Alfeite, ao abrigo do seu actual vinculo à função pública. Durante o período de transição será assegurada a estabilidade laboral mantendo-se em vigor o actual regime salarial e quaisquer outros benefícios ou regalias. Durante este período, os actuais trabalhadores do estaleiro poderão:
Celebrar voluntariamente contratos individuais de trabalho com a nova empresa;
Ocupar voluntariamente vagas disponíveis no quadro civil da Marinha Portuguesa ou qualquer outro organismo da Administração Pública;
Manter-se no regime de mobilidade geral e ser requisitados pela nova empresa;
Integrar o regime da mobilidade especial.
A dimensão final do quadro de pessoal do Arsenal do Alfeite, S.A. só será determinada pela nova Administração, após definição e aprovação final do plano estratégico. Os estudos efectuados recentemente apontam para que, de forma a responder à carga de trabalho requerida para os anos imediatos, a nova empresa deva deter um quadro de pessoal com cerca de 800 a 1000 trabalhadores. Logo que tome posse, a nova Administração irá iniciar o processo de transição dos trabalhadores.
O propósito deste processo de empresarialização é modernizar e aumentar a competitividade do Arsenal do Alfeite, o que irá naturalmente permitir melhorar significativamente as actuais condições de trabalho na empresa. O know-how da organização está nas pessoas que nela trabalham, desta forma, o futuro Arsenal do Alfeite, S.A. terá todo o interesse em reter todos os trabalhadores que aportem valor à organização e que queiram contribuir para transformar a nova empresa num caso de sucesso.

A ver vamos!!!!!!!!!

A MEMÓRIA



Cá está. O túmulo do Marquês de Pombal , acolhido na Igreja da Memória , (que recorda, perenemente, o 3 de Setembro de 1758-atentado contra o Rei D. José).
Aproveitando "a crise", Sebastião José fez tudo o que quiz, e ainda lhe sobrou tempo.
Pois!!!!!

ESTRANHO , não?

Portugal vai doar duas máquinas ao Uruguai que vão permitir a este país da América Latina iniciar o primeiro projecto de transplantação de fígado, uma iniciativa que se insere num programa de cooperação entre os dois países.
A adenda ao memorando de entendimento em que Portugal se compromete a doar o equipamento ao Uruguai foi ontem assinada em Montevideu.
O secretário de Estado da Saúde, Manuel Pizarro, explicou que esta iniciativa se insere no programa de cooperação que Portugal mantém com o Uruguai desde 2007 e que já garante a presença em Portugal de um grupo de 14 médicos que estão a dar apoio ao Instituto Nacional de Emergência Médica.
"O Uruguai não tem nenhum programa de transplante hepático e nós temos em Portugal três, em particular o que se desenvolve no Hospital Curry Cabral, o maior programa de transplantes hepáticos da Europa continental", disse.
O governante salientou que, numa primeira fase, 16 profissionais de saúde de várias áreas vieram em 2008 a Portugal para receber formação.
"Agora, numa segunda fase, oferecemos dois equipamentos que faltavam ainda no Hospital Central das Forças Armadas de Montevideu, onde vai ser iniciado o programa de transplantação em Março de 2009, e as equipas do Curry Cabral virão ao hospital de Montevideu ajudar ao início do programa no Uruguai"
Manuel Pizarro destacou que a cooperação no sector da Saúde insere-se num programa de cooperação multidisciplinar vasto com o Uruguai, em resultado do qual este ano foram vendidas duas fragatas da Marinha portuguesa ao Uruguai e há uma série de empresas portuguesas que estão a preparar investimentos neste país.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

AINDA LÁ ESTÁ


Vítor Constâncio admitiu hoje implicitamente que o salário do governador do Banco de Portugal é muito elevado, aceitando por isso que a sua remuneração venha a ser reduzida. "Já tenho dito que deveria haver uma redução , afirmou Vítor Constâncio em declarações aos jornalistas à margem do almoço da Câmara do Comércio e Indústria Luso-Espanhola.
O governador do banco central português ganha 250 mil euros por ano, 18 vezes mais que o rendimento per capita nacional, só atrás do governador do banco de Hong Kong (que recebe 896 mil euros por ano) e do da Itália (que aufere 650 mil euros por ano).
Esse salário "não depende de mim", acrescentou Vítor Constâncio.
Poor man....não depende dele, coitado

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

PIRRO


"Mais uma vitoria como esta e estou perdido" disse este camarada aqui ao lado quando venceu os Romanos em Ásculo.

Se com este suplemento que nos dão , e depois de uma guerra barulhenta, consideramos que a alma está confortada , então Amigos , já não cruzo mais a minha espada.

O principal, para mim, é a nossa dignidade , o respeito , a memória e a compreensão de que os militares são necessários , muito necessários, à Pátria e não um apêndice , ou , ainda pior , uns chulos.

Quando o Dr. Judice , ou o Dr. Vital , ou o Dr. Cadilhe vêm a público vociferar o seu ódio (ou será complexo?) contra nós , temos de ter uma voz a defender o que só é, e pode , ser defensável, e essa voz é a dos nossos Chefes , que gostaremos de ouvir.

Não , eu desejaria não me ficar por aqui. O que foi dado devido o era , ou parte dele.

Falta o resto , que é muito , mas muito , mais.


APLAUSO



O deputado democrata-cristão ao Parlamento Europeu José Ribeiro e Castro, acompanhado da deputada democrata-cristã francesa Nicole Fontaine e do deputado socialista espanhol Enrique Barón Crespo, entregou ontem a Hans-Gert Poettering, presidente desta câmara, o processo destinado a homenagear permanentemente Francisco Lucas Pires em Bruxelas.

Esta iniciativa foi lançada em Julho passado por Ribeiro e Castro, tendo sido co-patrocinada, logo de início, por estes dois deputados, ex-presidentes do Parlamento Europeu. A decisão final quanto a este assunto competirá à Mesa do Parlamento Europeu, coloquialmente conhecida pela sua designação francesa - Bureau.

DEPOIS QUEIXAM-SE



Os Senhores deputados à sexta feira piram-se para férias.
Diz o Senhor deputado Guilherme Silva (da Madeira , para que conste) , que a solução do problema é não haver plenários à Sexta.
Mas que brilhantíssima ideia.
Eu , anónimo eleitor deles (nunca falhei) , atrevia-me a propôr que , ao menos , lhes descontem o dia....mas se calhar é pedir demais

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

28 ANOS


Impossível esquecer

ESTA É NOVA



Corvos-marinhos: plano europeu para reduzir efeitos negativos na pesca
O Parlamento Europeu exortou hoje a Comissão e os Estados-Membros a promover uma gestão sustentável das populações de corvos-marinhos e a criar condições adequadas para a elaboração de um plano de gestão destas aves à escala europeia. Com uma ingestão diária na ordem dos 400-600 gramas de peixe, os corvos-marinhos consomem anualmente mais de 300 mil toneladas de peixe das águas europeias.

A população de corvos-marinhos aumentou 20 vezes na Europa durante os últimos 25 anos e inclui actualmente uma média de 1,7 a 1,8 milhões de aves. Estes efectivos populacionais excessivos tiveram, em muitas zonas da UE, uma repercussão imediata sobre os recursos de pesca locais e também sobre a própria pesca, tendo consequentemente transformado a "presença dos corvos-marinhos num problema à escala europeia", sublinha Heinz KINDERMANN (PSE, DE), relator da Comissão das Pescas do PE. São particularmente graves as perdas em espécies de peixes já de si ameaçadas, como enguias, peixes-sombra, bogas do Danúbio e outros salmonídeos, bem como juvenis de salmão.

O relator considera que, embora a competência primária neste domínio se situe ao nível dos Estados-Membros, as medidas estritamente locais e/ou nacionais não estão em condições de reduzir de modo sustentável o efeito nocivo dos corvos-marinhos nos recursos de pesca europeus e na pesca, defendendo, por isso, "uma abordagem comum, juridicamente vinculativa, aceite e aplicada a nível europeu".

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

NO REINO de SEVERIANO

Farei isto , sim , se alguem me enviar fotos da conferencia do ministro no IDN.
O que mais gostarei , certamente , serão aquelas que lembram a "brigada do reumático" , pois deve haver muitas , concerteza.
Também aquelas com o "diplomata que nos anda a lixar" , e aqueles que lhe fazem sorrisos.


Desde já obrigado.


terça-feira, 2 de dezembro de 2008

NO REINO de SEVERIANO

Se eu fosse vivo , e recordando o tempo que lá trabalhei , escreveria o "Fado do Arsenal".


















Lembraria sua inauguração , a 5 de maio de 1939 , com os couraçados franceses "Strasbourg" e "Dunkerque", fundeados no Tejo e os parabens dos governos Francês e Inglês por tão importante obra.
E louvaria , claro , a inteligência deste ministro, e do diplomata que o acompanha, e do bem que eles têm feito à , e pela , Marinha , ao lhe tirarem agora este empecilho , e darem assim oportunidades merecidas e esperadas , para a colocação de boys , militantes e trabalhadores socialistas.E , claro , não perdendo a deixa , de lixar , uma vez mais, "Essa tropa".
Talvez escolhesse a música do "Timpanas" .....

QUOTAS MULHERES



Que complexos!!!!
A Mulher , assim escrita , sente-se , de certo , ofendida por esta lei.
Lei estúpida , complexada, fora de tempo, ofensiva.
Só mesmo destes!!!!!!

E VIVA A DEMOCRACIA!!!!!

Este Homem, o da esquerda , é o Cap.Gonçalves , ex-comando , e que em 25 de novembro de 1975 , subiu a calçada da Ajuda, comandando uma das companhias de Jaime Neves.
A outra era comandada pelo Cap. Sampaio de Faria.
Estes Homens , sobretudo os 2 capitães , já fora de serviço, andaram por todo o País a recrutar os seus "Comandos"retreinaram-nos brevemente e , quando chegou a hora, avançaram.
A eles devemos muito da liberdade que temos.
Pois nem o País , nem os responsáveis , nunca lhes agradeceram.
Há por aí medalhas em barda a ser didtribuídas , mas a estes , ZERO.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

EU BEM TENTEI

Eu bem tentei ouvir hoje na rádio o discurso de encerramento do XVIII Congresso do PCP, até para depois não dizer asneiras.
Mas a jornalista da TSF não mo permitiu.
É que interrompia constantemente Jerónimo de Sousa para dizer aos ouvintes o...que ele tinha dito.
É que a TSF , ou pelo menos esta jornalista(mas deve ser geral porque é sempre isto) pensa :
-Ou que o ouvinte é surdo
-Ou que o ouvinte é estupido
E lá continuam todos contentes.......

domingo, 30 de novembro de 2008

AGUENTA MARUJO, mais uma

Arrazada. Já está.
Casernas , salas de aula , anfiteatro , campos jogos , piscina de treino . alojamentos individuais , torre de comando , comunicações.....
Tudo novo , ou com pouco ano.
Acusada de quê? Estava sobre o Tejo e era linda.
Vendida à Fundação Champalimaud (havia montes de outros sítios , Óbviamente!)
E , dizem para aí , que faltam Escolas , Equipamentos de ensino .... enfim
Quem serviu nesta Escola de Pescas , como docente ou discente ou funcionário , ou director ou o que tenha sido , deve estar , hoje , muito triste, porque o que fizeram foi um CRIME

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

BARCOS EM TERRA



Oh Comendador José Manuel , desta vez estamos a 100%.
Concordo consigo , e de que maneira.

Então se o Estado (e duas (2) vezes-pois é ele a dar aval e a Caixa a dar a massa) conforme vocemeçê diz com os dedos, engordam o Rendeiro , porque raio não o ajudam também a si? e ao compadre Americo?
E , humildemente claro , já agora também podiam ajudar um pouquinho a mim.
Mas eu não quero dinheiro do Governo.
Quero é que mandem embora o diplomata que nos anda a lixar.

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

SÓ Para ter uma ideia

APOSENTAÇÃO-Acto ou efeito de aposentar.Situação dos funcionários civis do Estado, quando fora do serviço activo, a qual se designa JUBILAÇÃO no caso dos Professores Universitários e REFORMA no caso dos militares
Dicionário Porto-Editora 7ª edição
Só que:
1-A Jubilação implica conservar todos os direitos da situação anterior.
2-Agora também já são Jubilados os Prof. Catedráticos, os Juizes Conselheiros e Desembargadores(?), os Embaixadores e os Marechais (Almirantes da Armada)
3-Quantos há em cada classe? Na nossa, ZERO
É mesmo só para gozar, né?



HÁ algo que me escapa


Este Senhor , no parlamento , seria suposto defender os interesses de quem?
Pois parece que até faz o contrário. Ao que dizem.......
Mas não estou certo

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

NO REINO de SEVERIANO

Pois. O Arsenal do Alfeite já está. O ministro tirou-o à Marinha.
Amanhã sentar-se- ao 2(dois) socialistas na administração , os primeiros de uma serie imensa que para lá irá.
Mas parece que o ministro , e o diplomata que o acompanha , já viram o Palácio do Alfeite , do sec XV , a casa do Infantado , e parece que ficaram fascinados.
Será que o Comandante naval poderá ser um civil? Não deve faltar muito

SILENCIO

O 25 de Novembro foi feito para acabar com esta bagunça , travar a ditadura que aí vinha e dar a liberdade aos Portugueses.
Não foi tão fundo como devia , mas deu a liberdade aos Portugueses.
Hoje , faz 33 anos , que se deu essa contra revolução.
SILÊNCIO , por todo o País.
SILÊNCIO , por todos os quarteis (excepto os Comandos).
SILÊNCIO GERAL

domingo, 23 de novembro de 2008

GENTE QUE ME ENERVA


"Desculpem lá , mas sou mais inteligente que as demais pessoas....."

DEPOIS QUEIXAM-SE

Eu não fui convidado , mas mesmo que fosse não aparecia.
Pelo que este senhor nos anda a fazer certamente que mereceria , se ouvesse os ditos no sítio , que nenhum militar lá fosse.
Eis uma acção de classe que não ofendia a disciplina nem as leis da Republica.
Mas como já se sabe do que a "casa" gasta , aquilo vai estar cheio como um ovo , e os cumprimentos e sorrisos então nem se fala.
E o "diplomata" também lá estará a receber mil cumprimentos....

sábado, 22 de novembro de 2008

O DIPLOMATA QUE NOS ANDA A LIXAR 3


Porque não vendem também a Giribita
(aliás Nª Sª de Porto Salvo) ?
Pertençe à Marinha , mas imagino quem daria imenso dinheiro por ele.

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

WE CAN......

























Agora que o nosso Chefe foi reconduzido , estou crente que novos ventos soprarão e que o leme se manterá firme , num rumo de honra e diginidade para a Marinha e suas gentes.
Penso que os tempos de humilhação e vergonha passarão , com o nosso Timoneiro mais experiente e seguro , e sabendo que tem a guarnição unida à sua volta.
Yes , we can....

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA


NO REINO de SEVERIANO


Lisboa, 19 Nov (Lusa) -" A missão aeronaval da União Europeia de combate à pirataria ao largo da Somália, que começa no início de Dezembro, vai contar com a participação de um oficial português, disse hoje à Lusa fonte oficial do ministério da Defesa.
"Portugal contribui desde já com um oficial de Estado-Maior ao nível das operações na missão europeia na Somália", revelou a fonte ministerial.
Devido ao carácter da missão [aeronaval], o oficial português deverá ser da Força Aérea ou da Marinha Portuguesa. "
Repare-se na inteligência e subtileza da "fonte ministerial"..se a operação é aero-naval, o Oficial deve ser aereo ou naval!!!!
Nem o Eistein ou o Saramago

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

O DIPLOMATA QUE NOS ANDA A LIXAR 2

Houve vários (24, pelas minhas contas) militares que , na Republica, tiveram responsabilidades no MNE.
Só de Marinha :
Alm,.Xavier de Brito Alm.Canto e Castro Com. Azevedo Coutinho Com.Portugal Durão Alm.Mendes Cabeçadas Com. Quintão Meireles Com. Mesquita Guimarães Com.Jaime Monteiro Com. Magalhães Corrêa Com.Aguiar Branco Com.Azevedo Soares(como S.Estado)
Que se saiba nunca nenhum actuou , ou mandou actuar , contra o estatuto , a carreira , os beneficios , o bem estar , as facilidades , os regimes de saúde ou outros , dos diplomatas.
Limitaram-se a gerir a política.
Agora está um diplomata a "mandar" (gaba-se o próprio) nos militares.
Só nos tem feito mal , só nos tem achincalhado , só nos tem tirado e nada dado , só nos tem humilhado.
A única desculpa que o homem tem , é que faz isso tudo PORQUE NÓS O DEIXAMOS

terça-feira, 18 de novembro de 2008

ONDE JÁ VI ESTE FILME?

" Militares!
Estou aqui , a fazer um grande frete , mas a pedido dum senhor que não sabe bem o que anda a fazer e de um outro que se entretem , enquanto não é embaixador , a coleccionar automoveis e a fazer mal aos militares , mas não volto outra vez.
Pessoal ouvinte!
Sabem bem que vos detesto e tentei tudo fazer para vos lixar totalmente , começando logo pela nomeação deste tipo ao meu lado , e do outro , que quer vencer os seus complexos.
Mas não contava que o xaxas do Loureiro viesse para aí mandar bocas em vez de deixar as queixas na AOFA por não ser ouvida nem recebida.Também não contava que vocês viessem a descobrir os salários e as regalias dos Juizes, pois era segredo .
Esses Senhores aí!
"Venho dizer-vos que não tenho medo. "A verdade é mais forte que as algemas" , como dizia o Alegre , nem de vocês nem de ninguem nem de nada.
Ouviram ? Eu não tenho medo de nada , nem de ninguem e por isso vos aviso. Cuidado comigo , pá."Vejam se se calam.A vossa sorte é o vosso Chefe principal estar ao meu lado , senão já tinha sido uma razia que nem sonham.
Olhem que eu lixo-vos.
Texto do menino Esequiel Silva , de 8 anos , numa prova de comportamento educacional , na Escola de S. Miguel de Barromeu

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

ANTIGOS PADRÕES



Foi agora descoberto um armazem , perto da cidade da Beira , cheio de estatuas e outras obras de arte públicas, atiradas para o chão e abandonadas , ou melhor , proscritas.
É claro que o Sr. Amado deve-se estar absolutamente ginjando para isso.
Mas caso o homem se interesse pelo nosso passado, e se isso não ofender a nomenclatura dos novos Países , aqui vai uma pequena lista de "Padrões" por nós colocados, e que seria interessante saber se ainda lá estão ou se" deram ás de vila diogo".
S.Jorge........ foz do Zaire..... Diogo Cão
Sto.Agostinho cabo Sta Maria Diogo Cão
Cruz cabo negro B.Dias
S.Filipe Ilheu da cruz B.Dias
cabo boa esperança Vasco da Gama
S.Rafael angra de S.Brás Vasco da Gama
nota:Mas isto não é para vender!!!!!