Google+ Followers

Google+ Followers

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

MADE in USA

Esta foto, tirada a 11 de Maio de 2009 no vale de Korengal, no Afeganistão. Nela vemos Zachary Boyd, de cuecas boxer, um miúdo de 19 anos; Jordan Custer, ao lado, e Cecil Montgomery, à direita.A base onde estava aquartelada a 26ª Infantaria do primeiro batalhão do Exército americano sofrera um ataque-surpresa dos talibãs. Os soldados que estavam a descansar saltaram da cama directamente para a frente de combate – e Guttenfelder(fotógrafo,autor desta fotografia), estava com eles.O que Guttenfelder não esperava era que aquela foto tivesse um impacto tão grande nos Estados Unidos quando foi publicada na primeira página do The Times, a 12 de Maio. Ao saber que tinha sido fotografado sem o uniforme, Zachary Boyd julgou estar em apuros. Contou mais tarde ao pai, por telefone, «Bem, se o Times é o jornal que o presidente começa a ler de manhã, quando ele me vir assim estou feito».Zachary não levou em conta a notável capacidade americana de curar as feridas através da fabricação de heróis. Afinal, o rapaz tinha saltado da cama para combater os talibãs, nem quis perder tempo a vestir o uniforme – Zachary foi assim transformado pelos media e políticos num símbolo da coragem do soldado americano e da sua aptidão e prontidão para o combate.O próprio Secretário de Defesa Americano, Robert Gates, louvou-o publicamente: «Qualquer soldado que vá combater os talibãs em boxers cor-de-rosa e chinelos tem um tipo muito especial de coragem». Gates falou do assunto meio a sério meio a brincar, mas por esta altura era óbvio para Guttenfelder que a sua fotografia das cuecas cor-de-rosa de combate transformara o rapaz num ícone.Mais tarde, um pai muito babado contaria aos jornalistas que o filho se alistara como voluntário em memória dos ataques do 11 de Setembro ocorridos oito anos antes – daí o I Love New York das boxers. A mãe concentrou-se mais no assunto das boxers: «Ele sempre preferiu usá-las e eu o que lhe pedi foi que vestisse pelos menos dois pares».

Zachary não morreu. Regressou recentemente a casa, são e salvo, aclamado pela família, pelos amigos, por Deus e pela Nação. Zachary não regressará tão cedo ao Afeganistão, mas já disse que vai prosseguir carreira militar – quer ser piloto de helicópteros. As famosas boxers cor-de-rosa ficarão em exibição no museu da Divisão de 1ª Infantaria do Forte Riley, no Kansas. E tudo isto começou com uma fotograf




Sem comentários: