Google+ Followers

Google+ Followers

terça-feira, 10 de novembro de 2009

HOJE

Não sei porquê mas sinto , por cá , uns comichões que me fazem lembrar este muro.
Tudo me é proíbido , tudo tenho de pagar , e o que os meus chefes discutem são os casamentos do mesmo sexo , o testamento vital , a união de facto , o enriquecimento ilicito....
Mas está tudo cá fora , menos eu , que , afinal , não tenho liberdade nenhuma, e nem posso dizer bem do Salazar nem mal do Stalin

Sem comentários: