Google+ Followers

Google+ Followers

sábado, 13 de abril de 2013

INTERESSANTÍSSIMO


COMPARAÇÃO VALORES PENSÕES ANTES E DEPOIS DOS CORTES EM 2013

Exercício comparativo entre os valores anuais das pensões antes de 2012 (PA) e depois da dedução da Contribuição extraordinária de solidariedade a efectuar em 2013 (PA1), prevista na Lei nº 66‑B/2012 de 31 de Dezembro (Lei do Orçamento).

1.    Antes de 2012

 

 a )   Valor da pensão anual= 14xPM

 b )   Valor da pensão mensal = PM

2.    Em 2013

a)Valores das pensões mensal (PM1) e anual (PA1)

(1)   PM < 1 350 €

Ø       PM1 = PM
Ø       PA1 = 14 x PM

(2)   1 350 € < PM < 1 800 €

Ø       PM1 = PM – 0,035 x PM                                                      (artº 78º - 1 a))
                 = 0,965 x PM
Ø       PA1 = 14 x PM1
                 = 13,51 x PM   

(3)   1 800 € < PM < 3 750 €

Ø       PM1 = PM – (0,035 x 1 800 + 0,16 (PM – 1 800))                   (artº 78º - 1 b))
                 = 0,84 x PM + 225
Ø       PA1 = 14 x PM1
                 = 11,76 x PM + 3 150

(4)   3 750 € < PM < 5 030,64 €

Ø       PM1 = PM – 0,1 x PM                                                         (artº 78º - 1 c))
                 = 0,9 x PM
Ø       PA1 = 14 x PM1
                     = 12,6 x PM

(5)   12 x IAS[1] (= 5 030,64) < PM < 18 x IAS (= 7 545,96)

Ø       PM1 = PM – (0,1 x PM + 0,15 (PM – 5 030,64))                     (artº 78º - 1 c) e 2 a))
                 = 0,75 x PM + 754,596
Ø       PA1 = 14 x PM1
                 = 10,5 x PM + 10 564,344

(6)   PM > 18 x IAS (= 7 545,96)

Ø       PM1 = PM – (0,1 x PM + 0,15 (7 545,96 – 5 030,64) + 0,4 (PM – 7 545,96))   (artº 78º 1 c) e                                                                                                                       2 b)
                 = 0,5 x PM + 2 641,086
Ø       PA1 = 14 x PM1
                 = 7,5 x PM + 36 975,204

 b)Redução em termos anuais (PA-PA1)

(1)   PM < 1 350  €

Ø       PA - PA1 = 14 x PM – 14 x PM = 0

(2)   1 350 € < PM < 1 800 €

Ø       PA - PA1 = 14 x PM – (13,51 x PM)
                    = 0,49 x PM

(3)   1 800 € < PM < 3 750 €

Ø       PA - PA1 = 14 x PM – (11,76 x PM + 3 150)
                                           = 2,24 x PM – 3150

(4)   3 750 € < PM < 5 030,64 €

Ø       PA - PA1 = 14 x PM - 12,6 x PM
                                           = 1,4 x PM

(5)    12 x IAS (= 5 030,64) < PM < 18 x IAS (= 7 545,96)

Ø       PA - PA1 = 14 x PM – (10,5 x PM + 10 564,344)
                                           = 3,5 x PM – 10 564,344

(6)   PM > 18 x IAS (= 7 545,96)

Ø       PA - PA1 = 14 x PM – (7,5 x PM + 36 975,204)
                                           = 6,5 x PM – 36 975,204

Agora repetido. Melhor ver em Google Chrome

Interessantíssimo trabalho do Almirante Nunes da Cruz



[1] Indexante de Apoios Sociais (419,22 €)

1 comentário:

Anónimo disse...

A história do eurodeputado Mário David talvez ajude a explicar o porquê da depreciação das pensões. O indivíduo em causa, de quem nunca havia ouvido falar, mas eventualmente a culpa será minha porque, por uma questão de higiene, não ligo a muitos dos que se apelidam servidores do povo, descobriu finalmente os seus 15 segundos de fama, o que, para quem está no Parlamento Europeu há 24 anos não é mau de todo.É evidente que o assunto é importante principalmente para ele e outros como ele e não propriamente para quem o elegeu ( ou pôs a cruzinha numa lista onde o nome do cavalheiro estava) já que a grande maioria destes não tem dinheiro ( muito do qual ilegitimamente retirado pelo governo) para andar de avião ainda para mais com a frequência deste senhor, é que mais de 1000 aterragens em Lisboa para além de ser obra, custa dinheiro aos bolsos dos portugueses, representando uma vinda a Lisboa cerca de uma vez por semana, isto ao longo dos 24 anos o que também não parece abonar muito quanto ao trabalho realizado.