Google+ Followers

Google+ Followers

quinta-feira, 18 de abril de 2013

UM HOMEM

Faria hoje 70 anos.

Será que passaria à Reforma, como era lei na data em que partiu????

Mas uma coisa tem de se dizer. Este Homem foi Ministro da Defesa Nacional de Portugal.

Nunca quis  louros, nem blusões de cabedal, nem divisas , nem ajudantes , nem viver em Fortes , nem

continências, nem 7 motoristas , nem ser Presidente da Assembleia Municipal  , nem humilhar

os Militares nomeando civis para os seus lugares e para os controlar , nem tramar o sistema de saúde

Militar e fechar Hospitais com 200 anos de bons Serviços , nem atrever-se a acabar com o Colegio

Militar e o Instituto de Odivelas , nem fazer uma reforma das Forças Armadas em cima do joelho antes

de pensar em ser substituído, nem nomear grupos de trabalho civis com Amigos e Familiares para

resolver coisas dos Militares, nem mentir à Associação dos Antigos Alunos do Colegio Militar, nem .....

enfim.

O Adelino não aceitaria ser Ministro de algo para acabar com esse algo, e vilipendiar e humilhar os seus

constituintes.

Era um Homem , e um Oficial de Marinha (2º Tenente  da Reserva Naval ) e que muito por ela fez ( as Fragatas Meko, por exemplo) e tentou fazer (o redimensionamento das Forças Armadas perante o novo contexto).

A Marinha nunca devolveu o apreço

1 comentário:

José Sousa e Silva disse...

Um Homem ?
É pouco.
Um Grande Homem !