Google+ Followers

Google+ Followers

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

AINDA EM MISSÃO


O representante da República para a Madeira, Ireneu Barreto recebeu, hoje, o comandante do navio NRP Cacine, o primeiro-tenente Baptista Ventura, para apresentação de cumprimentos. A conversa entre os dois durou mais de trinta minutos no Palácio de São Lourenço. Após este diálogo, o comandante falou à comuniação social sobre os objectivos desta missão do navio-patrulha costeiro, cuja missão na região Autónoma da Madeira (RAM) começou no passado dia 17 de Novembro.
                «A missão está a correr bem. Cumprimos todas as missões que já nos foram solicitadas e o navio está disponível para dar o apoio necessário para patrulhamento da Região Autónoma da Madeira. Já tivemos duas acções de busca e salvamento. A primeira foi logo no dia a seguir à nossa chegada, na Ponta de São Lourenço, e agora, neste fim-de-semana, tivemos outro pedido», expressou o comandante, que tem à sua disposição uma tripulação de 33 elementos, que irá patrulhar as águas da Madeira até ao final de Janeiro, sendo depois rendido por uma embarcação da mesma classe.
                Sobre esta unidade da Marinha Portuguesa, o comandante do NRP Cacine destacou que este já tem 42 anos e que é o primeiro da sua classe, mas «que continua a desempenhar as suas funções sem qualquer limitação ou problema», assegurou o primeiro-tenente Baptista Ventura.
                O Cacine já desempenhou várias missões na Madeira. Uma das mais mediáticas aconteceu em 1990, com a ajuda prestada no derramamento de crude nas águas circundantes de Porto Santo.


  tirou esta  foto fantástica

1 comentário:

J.N.Barbosa disse...

Soube hoje no Alfeite que já só há dois patrulhas da classe e que o Cacine, primeiro da classe, será o último a morrer. Como Viana do Castelo continua a não produzir nada, talvez chegue aos 50 anos e se gastem mais uns milhões em fabricos.