Google+ Followers

Google+ Followers

sexta-feira, 27 de maio de 2011

O ELMO

IMPORTANTE DESCOBERTA

NA CONTINUAÇÃO DO EXÁME AO ELMO !
Continuando o exáme, cada vez mais minucioso, chegou-se ao ponto
de registar as trajectórias de cada um dos golpes por armas brancas
sofridas; 89 ao todo.
Examinando então também as trajectórias dos embates dos fragmentos
de uma granada de ferro, explodida a cerca de um metro do elmo,
descobriu-se algo totalmente inesperado.
Durante todos os embates por armas brancas o elmo teve ambas as
viseiras fechadas, o que é natural visto encontrar-se em plena
batalha de vida ou de morte.
Os embates dos fragmentos da granada porém garantem-nos que se
deram com ambas as viseiras completamente viradas para cima.
Isto apenas se faz quando já não há inimigo visivel.
O subir das viseiras tanto permite melhor respiração como maior
ángulo de visão.
Um pequeno intervalo no meio dos combates, para melhor
análise da situação. O portador do elmo até pode ter parado
seu cavalo nesta altura.
Neste momento aproximou-se o portador de uma pistola-de-roda-lança-granadas,
disparando sua arma a cerca de 10 a 12 metros com uma mecha tão curta que a
granada explodisse pouco antes do embate.
O ángulo em que se aproximou foi por detrás, ligeiramente de lado.
Este ángulo é bem conhecido pelos automobilistas, porque é o em que
muito facilmente surgem viaturas, das quais ainda não se deram conta.
Para os cavaleiros séculos atrás, a situação de surpresa era igual.
Será que o portador do elmo não viu o inimigo ?
Ou será que já o tinha visto, mas não ligado importância, por pensar
ser um dos seus ?
Dá que pensar !
Quem disparou o lança-granadas sabia perfeitamente o que
estava a fazer, em que ángulo, a que distância e a quem !
Mais importante do que descobrir o nome de quem disparou
será certamente por ordem de quem !
Devia ter sido alguém com grande potencia financeira, porque
a encomenda de tal arma e os serviços de um perito do seu uso,
que arriscasse a sua vida a tal ponto, certamente foi muito
dispendioso !
Alguém quiz a morte do Nosso Rei a qualquer preço !

Rainer Daehnhardt, 27 de Maio de 2011

2 comentários:

Anónimo disse...

Isto está muito giro.Obrigado

A. girao

Allen disse...

Independentemente do seu valor histórico, o elmo ainda pode vir a ser útil nos tempos que se aproximam