Google+ Followers

Google+ Followers

sábado, 19 de novembro de 2011

ATENÇÃO


 Auditório do Porto de Sines recebeu esta segunda-feira a 1.ª Conferência da Comunidade Portuária de Sines, subordinada ao tema “O impacto do novo canal do Panamá nos Portos Portugueses”.
O evento contou com intervenções de vários oradores ligados ao sector marítimo-portuário e ainda com a participação de Carlos Pais Montes, professor do Instituto Universitário de Estudos Marítimos da Universidade da Corunha e de Federico Richa Humbert, Embaixador do Panamá.
Carlos Vasconcelos, presidente da CPSI, classificou o novo Canal do Panamá como «uma oportunidade de particular importância para o desenvolvimento e crescimento dos Portos portugueses», opinião partilhada por todos os oradores.
Lídia Sequeira, presidente do porto de Sines, que acolheu o evento, destacou a posição geoestratégica dos portos portugueses, sublinhou que todos vão beneficiar "das mudanças nas rotas marítimas mundiais" e salientou que "o Porto de Sines, pelas suas características, tem aqui uma oportunidade única".
A presidente da Administração do Porto de Lisboa, Natércia Cabral, também realçou a "oportunidade para os portos portugueses, em particular para Sines que tem vantagens competitivas que lhe permitem lutar com principais portos do sul da Europa".
Por seu lado, Amadeu Rocha, da Administração do Porto de Leixões, declarou que "a APDL vê o Canal do Panamá como uma grande oportunidade".
Já Francisco Sá, presidente-executivo da aicep Global Parques, identificou as oportunidades que o novo Canal do Panamá abre aos Portos Portugueses e sublinhou que, “neste momento, o mais importante é definir que produto os portos nacionais e os stakeholders da logística querem vender e quem são os parceiros indicados”.
Carlos Pais Montes, da Universidade da Corunha, apresentou um estudo onde divulga o crescimento revelado pelo Porto de Sines no tráfego contentorizado comparativamente com os restantes Portos Ibéricos e a taxa de conectividade dos Portos mundiais onde Sines tem vindo a destacar-se. Enquanto o Embaixador do Panamá em Portugal se focou na importância das obras que estão a decorrer no Canal do Panamá para a economia mundial.
 

Sem comentários: