Google+ Followers

Google+ Followers

quinta-feira, 15 de maio de 2014

VIRUS MORTAL

O vírus MERS - abreviação de Síndrome Respiratória Oriente Médio - surgiu pela primeira vez na Arábia Saudita em 2012.
Sintomas:  Eles podem incluir febre, tosse e problemas respiratórios, que pode levar à pneumonia e insuficiência renal. O primeiro paciente que sofre dos EUA de MERS foi identificado no final de abril no Hospital Comunidade em Munster, Ind. Ele foi tratado lá e só na sexta-feira foi lançado, e é considerado para ser totalmente recuperado. Vários testes pelo Laboratório do Estado de Indiana e Centros de Controle e Prevenção de Doenças, até agora, mostrou que o homem não transmitir o vírus para quem ele entrou em contato com. O período de incubação de duas semanas para aquelas pessoas termina esta semana.
Nome formal:  É chamado de Mers-CoV, porque é um membro da família coronavírus que inclui a síndrome do resfriado comum e respiratória aguda grave (SARS), que causou cerca de 800 mortes no mundo em 2003.
Como mortal é?  CDC diz que cerca de metade das pessoas que já foram infectadas até agora morreram.
Como facilmente se espalhou?  O CDC diz que o vírus se espalhou a partir de pessoas doentes, através do contacto próximo, mas não foi mostrado para espalhar através do contato casual, como andar no mesmo ônibus ou avião. Ian Lipkin, professor de epidemiologia na Escola de Saúde Pública Mailman da Universidade de Columbia, em Nova York, disse que sua pesquisa sugere que o vírus passa de camelos com as pessoas, embora não esteja claro se o vírus é transmitido pela ingestão de leite de camelo cru, comer cru carne ou alguma outra via.  
Lipkin disse que o vírus está presente no camelos do Oriente Médio, pelo menos desde a década de 1990, mas não é claro se mudou recentemente para desencadear os surtos em pessoas.
Anne Schuchat, assistente cirurgião geral e diretor do Centro Nacional de Imunização e Doenças Respiratórias, diz o vírus "representa um risco muito baixo para o grande público em geral."
Desde abril de 2012, os países com casos confirmados incluem Mers-França, Itália, Jordânia, Kuwait, Malásia, Omã, Qatar, Arábia Saudita, Tunísia, Reino Unido e Emirados Árabes Unidos.
Existe uma vacina?  Não, mas CDC está em negociações com vários grupos que têm metas de vacinas promissoras.

Sem comentários: