Google+ Followers

Google+ Followers

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

O COMANDANTE


3 comentários:

PSC disse...

Com a devida vénia transcrevo um pequeno texto escrito por um Grande Amigo que, acho, merece ser conhecido em Memória do Comandante que passou para a nossa História de Heróis e Santos os quais engrandeceram Portugal por muitos séculos e que uma corja de Bandidos sem nome destruíram em 40 anos!

"AQUELES QUE POR OBRAS VALEROSAS..."

Vai quase para cinquenta anos que grandes Amigos comuns proporcionaram ao jovem alferes miliciano que eu era, poder conhecer,na Guiné,o já então muito prestigiado Chefe Militar que era o Comandante Alpoim Calvão,fora do formalismo inerente à estrita condição militar.
Foi um conhecimento que duraria até aos infaustos dias que hoje sofremos,e que teve maior intensidade,quase diária,nos idos de 74/75,quando as "amplas liberdades" enterraram o Portugal pluricontinental e pluriracial em que nos tinhamos criado,deixando uma nesga de território que não tendo sucumbido,embora,aos "amanhãs que cantam",viria a perder-se nas europas que descantam - e desencantam.
Quem sabe - quem tem de saber - conhece bem o que foi o combate de Alpoim Calvão pelo Portugal Maior que nos deu berço, alento e grandeza.Foi grande demais para este Portugalinho que em má hora nos obrigaram e obrigam a sofrer.Foi grande demais para este lugarzito tão mal frequentado em que nos tornámos.Foi grande demais para este sítio em que nos prenderam - sem voo,sem asa,se ar,sem Céu.
Lá onde está,há-de ver que um dia chegará a Hora em que voltaremos a ser o que temos de ser.
Talvez mais cedo que muitos pensam ou julgam...
Até breve,Comandante!
José Valle de Figueiredo

J.N.Barbosa disse...

Que ocasião é esta? Da esquerda para a direita reconheço o Pimentel Saraiva,Malheiro do Vale e Dias Martins.

Manel disse...

Comandante da Polícia Marítima.Será?