Google+ Followers

Google+ Followers

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

ACERTÁMOS

O general Pina Monteiro, CEME, vai suceder ao general Luís Araújo ,CEMGFA 

"A escolha tem a concordância do Presidente da República, a quem cabe nomear os chefes militares, e foi objecto de audição pelo Conselho de Chefes na segunda-feira, de acordo com várias fontes, tendo o Exército sido representado pelo vice-chefe do Estado-Maior, general Campos Gil.
Esta escolha do poder político - o ministério escusou-se a confirmar a informação - põe fim à regra militar não escrita e iniciada em 1994, com a nomeação do almirante António Fuzeta da Ponte , de fazer rodar o cargo de CEMGFA pelos três ramos das Forças Armadas - uma lógica monárquica e que objectivamente tem condicionado a liberdade de escolha do poder político.
Nessa sequência, seria agora a vez da Armada voltar a ocupar um cargo por onde só passaram ainda dois almirantes, Fuzeta da Ponte (1994/1998) e Mendes Cabeçadas (2002/2006)."

Nota: E ainda mais "coisas" aí virão......


3 comentários:

J.N.Barbosa disse...

Sublinhe-se que é uma notícia do DN.

Anónimo disse...

Algo está mal no Reino de "Neptuno". A rotividade já "foi". Agora é o poder politico que o determina. (algures no tempo já assim foi). Estou a lembrar-me do tempo em que o Alm. Torres Sobral estava na "calha" para ser CEMA e ..... de repente apareceu o Almirante Mendes Cabeçadas.
SAJ A REF Fernando Boaventura.

Manel disse...

A não "subida" a CEMGFA do atual Chefe da Armada, almirante Macieira Fragoso, está a ser vista negativamente no ramo. Segundo o ex-CEMA Melo Gomes disse ao Expresso, é uma decisão "muito negativa, que descredibiliza internamente o CEMA, logo no início do seu mandato".

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/aguiar-branco-escolhe-pina-monteiro-para-chefiar-forcas-armadas=f852082#ixzz2rDygWntt