Google+ Followers

Google+ Followers

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

BRIOSA

Cursor no escuro
A Fragata Álvares Cabral da Marinha Portuguesa encontra-se em Inglaterra desde 13 de setembro de 2012 para cumprir um período de treino operacional com a Marinha Inglesa designado por Operational Sea Training (OST).


Durante este exigente período em Inglaterra, a Fragata Álvares Cabral será acompanhada por equipas de treino e avaliação da Royal Navy – Flag Officer Sea Training, entidade reconhecida pelas marinhas de todo o mundo, pela exigência e excelência do treino ministrado.
O OST constitui-se como a validação de todo o processo de avaliação e certificação de unidades navais, em lugar de excelência reconhecida. Os altos padrões de exigência no OST e os elevados resultados atingidos de forma consistente pelos navios portugueses atestam o elevado padrão de treino que é efetuado na Marinha através da Flotilha, órgão que treina anualmente a esquadra.
Neste programa de treino além das disciplinas clássicas da guerra, também se incluirá a preparação dos navios para os “novos desafios", tais como o combate ao terrorismo, imigração ilegal, interdição marítima/embargo, assistência humanitária, apoio a zonas de catástrofe e evacuação de não combatentes.
“Hoje iniciamos um período de treino operacional, que nos irá colocar num patamar de desempenho mais elevado, consistente e sustentado no tempo, e melhorar a capacidade de atuação nos mais exigentes teatros de operações” referiu o Comandante da Fragata Álvares Cabral.
A Álvares Cabral é comandada pelo Capitão-de-mar-e-guerra Nuno Sobral Domingues, tem um helicóptero Lynx embarcado e a sua guarnição é constituída por 195 militares, dos quais 22 são militares femininos.

Sem comentários: