Google+ Followers

Google+ Followers

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

SERÁ?


Os chefes militares declararam esta sexta-feira que "os assuntos internos das Forças Armadas são da sua responsabilidade direta e exclusiva".
Em comunicado, no final do Conselho de Chefes de Estado-Maior (CCEM), os seus quatro membros frisaram "claramente que, fora do quadro legalmente estabelecido, não aceitam quaisquer interferências diretas ou indiretas na cadeia hierárquica de comando".
Na base do comunicado do CCEM, feito a três dias da ida dos chefes a Belém para uma reunião marcada há uma semana pelo Presidente da República mas apresentada como "de urgência", estão as "afirmações públicas [...] exteriores à cadeia de comando das Forças Armadas, amiudadas vezes totalmente descontextualizadas, ilegítimas, despropositadas e mesmo irresponsáveis".

Nota:Com o devido respeito não é o que  tem parecido.Pelo contrário o ministro aguiar hifen branco tem-se metido, e de que maneira.Ainda há tempos parece que, numa conferencia,um ex-CEMA lhe perguntou porque não estava ninguém a representar a Armada , ao que o habitante teria respondido que ele o fazia...(vendo como foi comprada). Vejam o que se passa no IASFA, por exemplo, que mandou embora um Almirante e um General da Força Aérea , para os substituir por um Amigo civil.

1 comentário:

Allen disse...

O Acordo não aboliu os hifens? Isso não se aplica ao Ministro (no seu todo)?
Um abraço