Google+ Followers

Google+ Followers

sábado, 8 de setembro de 2012

UMA VERGONHA


 «Portugal Continental foi a sepultar. O funeral foi promovido pelo projecto do Laboratório on-off da Capital Europeia da Cultura.»



Como manifestação humoristica acho de mau gosto...
Como arte acho muito pobre e não a  vislumbro em qualquer momento....
Como parodia chocou-me ver a GNR misturada com tal palhaçada e o Comandante que autorizou tal – força armada e comandada - deverá ser sancionado.
Em qualquer dos casos ....lamentável (ainda agravado  por tudo ser pago com o nosso dinheiro)


http://www.youtube.com/watch?v=6v5OPkOFHL8&hd=1
- «O cortejo fúnebre a rigor, com urna em formato de Portugal e carpideiras, contou com a presença de uma guarda de honra, com elementos da GNR.

O insólito funeral começou na Colina Sagrada, junto à Estátua do rei Fundador e atravessou o Centro Histórico em direcção ao largo do Toural, perante a curiosidade de muitos populares.

O funeral foi o quarto capítulo de um projecto artístico Mais Menos e constituiu uma crítica à forma como a governação do país empurrou Portugal para a actual grave crise financeira.

As cerimónias fúnebres terminaram junto à muralha que lembra ser Guimarães berço da nacionalidade onde os elementos da GNR deram cinco tiros de salva.

Portugal Continental foi a sepultar em local desconhecido.»

Nota 1:Um obrigado ao distinto Oficial General que enviou este post

Nota 2:
 O comandante da GNR de Braga, Mota Gonçalves, foi afastado do cargo na sequência da participação de sete militares numa iniciativa da Capital Europeia da Cultura (CEC). O comando nacional não gostou de ter visto os homens fardados no “funeral de Portugal”, uma performance promovida pelo artista Miguel Januário, tendo decidido exonerar o responsável.

Nota 3: dizem-me hoje, dia 9, que o Coronel Mota Gonçalves está indignado com o castigo, já arranjou excelente advogado e vai recorrer e participar a todas as instâncias.Parece que a "história" é outra....".on dit..."


5 comentários:

Allen disse...

Manel:
A GNR, Guarda Pretoriana do "ancient regime", vive num afâ de busca desesperada de justificações de existência. São polícias, detectives, guardas fronteiriços,marinheiros, aviadores,bombeiros, montanhistas, etc.Agora entraram também nas artes circenses, participando em palhaçadas.Um abraço

Anónimo disse...

Gostava de saber o que diz sobre este caso SEXA o Ex-PR Jorge Sampaio.

Não quero dizer que tenha alguma responsabilidade nesta gaffe, mas ele, que deu o seu nome e visibilidade em apoio ao evento, afinal o que pensa do ocorrido?

Que eu saiba, bom senso também faz parte do que se costuma apelidar de "Sentido de Estado" e, na circunstância (Sampaio que tanto gosta de "dizer coisas") nada terá para comentar?


Ass:
Um Português que abomina qualquer acto de menosprezo do País mesmo que o apelidem de "acto cultural".

Manuel Leonardo disse...


HAVERÀ QUEM REPITA ???:

Antigamente , nos tempos antigos , o fogo comecava com pequenas lavaredas .

Manuel Joaquim Leonardo
Peniche Vancouver Canada

Anónimo disse...

Acho graça à etiqueta

Anónimo disse...

Parece que se esqueceram que Portugal tambem inclui os Arquipélagos dos Açores e Madeira.
Dizem que a guarda era a fingir... assaltaram um Quartel de Noite da GNR quando o pessoal tinha saido para para apanhar uns incendiários que tinham lançado fogo em floresta próxima em 4 locais ao mesmo tempo às 3 da manhã.
Será que o Comando da GNR pode esclarecer o povo???
JL Cardoso