Google+ Followers

Google+ Followers

sábado, 10 de julho de 2010

POIS....

O dr. Jorge Sampaio, antes de acabar o mandato, foi à Argélia prestar homenagem ao penúltimo Presidente da I República, Teixeira Gomes. Todos nós podemos, aliviadamente, repousar na certeza que o dr. Jorge Sampaio nunca leu os romances (em geral, autobiográficos) do escritor Teixeira Gomes. Mas mesmo um ingénuo devia perceber que a veneranda figura que se refugiou em Bougie (e não, por exemplo, em Nice) tinha razões de um peso particular. Em 1924, o norte de África, como Gide amorosamente descreveu, era o paraíso dos pedófilos. Teixeira Gomes queria rapazinhos. E, de quando em quando, virgens de 11,12 anos, para como ele disse, lhes "colher as primícias". Costumes.

vpv”

2 comentários:

Manel disse...

E Alegre escolheu Portimão para o homenagear apresentando a sua candidatura

Anónimo disse...

Jorge Sampaio nunca terá lido “os romances (em geral, autobiográficos) do escritor Teixeira Gomes” mas, poeta ilustre como é, Manuel Alegre leu-os pela certa.

Terá sido nessa leitura – de “romances (em geral, autobiográficos)” - que o Alegre Vate descobriu que Teixeira Gomes foi, e cito-o, “(…)acima de tudo um cidadão que nos deixou uma lição de ética e de sentido estético da vida.”?
Se assim foi, fico um bocado confuso quanto à “ética” e ao conceito “estético” que ele acha que um PR deva ter…

Dizia Pessoa que “Tudo vale a pena quando a alma não é pequena.”
Será que o Vate aceita como válida alguma interpretação distorcida, extremista, absoluta e literal daquele “TUDO” de Pessoa - e que a mim me escapa - ou tem-nos a todos por parvos, ignorantes, incultos e iletrados?
Confesso-me cada vez mais baralhado!


Mas… TUDO bem, desde que não seja posto em causa "O INTERESSE ESTRATÉGICO NACIONAL" !