Google+ Followers

Google+ Followers

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

DARWIN


O rapaz da foto descobriu este "tubo".Conseguidas as fotos aqui vai a interpretação de um grande especialista:


"Trata-se de um berço ligeiro, DE TIPO PORTUGUÊS, por nós usado nos bateis no século XVI.
Tubos desses foram por nós fundidos em bronze, não apenas em Lisboa, mas também em diversas das nossas fortalezas na Àsia.
Chegaram a ser copiados nas Ìndias Orientais por fundidores ambulantes, que ofereciam seus serviços a quem os precisasse.
Assim houve diversos locais em Java, Sumatra e Malaca onde também os fundiram, mesmo em épocas bastante posteriores.
As últimas datam do século XIX , já não eram usadas como peças de fogo mas apenas como moeda de troca internacionalmente
hoje chamado "cannon money". Fazem parte do grupo de peças de artilharia denominadas "LANTAKAS" embora que estas na sua quase totalidade eram
apenas de carregar pela boca. Há porém algumas de carregamento pela culatra.
Para datar mais precisamente este achado, torna-se necessário examinar a peça cuidadosamente.
Coube-me a tarefa de classificar a colecção de "canhões" do Sultão do Brunai, que tem cerca de 900 tubos em bronze (dos quais meia dúzia de carregar pela culatra).
Ficou desgosto em saber, que apenas cerca de 30 eram peças de fogo, todas as restantes apenas foram fundidas para sua utilização
como dinheiro ( rebentariam se alguém tentasse utilizá-las).
Comparando com as peças semelhantes, que tenho no Museu-Luso-Alemã, inclino para a hipótese do achado ser do século XVI ou XVII; de se
tratar de uma verdadeira peça de fogo, e de ter sido fundida nas Índias Orientais, como interpretação local, de um berço manuelino.
Mais apenas poderia dizer em tendo a peça na mão e examinando a parede interior na alma do tubo.
Rainer Daehnhardt"

Sem comentários: