Google+ Followers

Google+ Followers

sábado, 23 de fevereiro de 2013

FARE QUA?


Reestruturação do Porto de Lisboa, 22 fevereiro...
2013-02-22 às 15:43

PLANO DE REESTRUTURAÇÃO PREVÊ CRIAR GRANDE PORTO INTERNACIONAL EM LISBOA PARA DINAMIZAR ECONOMIA

O Governo apresentou um plano de restruturação do Porto de Lisboa, que prevê um novo terminal internacional de contentores na Trafaria, a construção e concessão do terminal de cruzeiros, e a criação de uma nova marina para grandes iates.
Na cerimónia estiveram presentes os Ministros da Economia e do Emprego, Álvaro Santos Pereira, da Defesa Nacional, José Pedro Aguiar-Branco, e Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, e os Secretários de Estado do Emprego, Pedro Roque, das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, Sérgio Monteiro, do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes, e do Mar, Manuel Pinto de Abreu.
O Ministro da Economia e do Emprego explicou que a criação de um novo terminal de contentores na Trafaria «tem como objetivo colocar Almada no centro do comércio internacional» incluindo também «a criação das acessibilidades ferroviárias e rodoviárias para o escoamento das mercadorias».
Acrescentando que este se trata «de um investimento privado de 584 milhões de euros» entre obra e equipamento, Santos Pereira sublinhou que «este será um dos mais modernos terminais do mundo».
Lisboa ficará, assim, «com condições operacionais únicas para receber navios de última geração e movimentar carga ao nível dos melhores parâmetros internacionais». Para este efeito, «será lançado o concurso de concessão e construção de carga contentorizada na Trafaria durante 2013».
Para a construção e concessão do terminal de cruzeiros, o Ministro afirmou que se prevê «o lançamento do concurso público já no próximo mês de abril como forma de incrementar o número de escalas e de passageiros», que visitam Lisboa.
Planeia-se «a construção e uma nova gare de passageiros em Santa Apolónia», numa obra que implica um investimento privado de 20 milhões de euros, com a meta de dinamizar e qualificar a oferta turística.
Quanto à criação de uma nova marina, esta «compreende a requalificação das docas de Pedrouços e do Bom Sucesso». A nova infraestrutura terá capacidade para a «realização de grandes eventos náuticos internacionais», num investimento que ascende aos 167 milhões de euros por parte da entidade concessionária.
Com este projeto, o Governo quer: criar novos 540 postos de trabalho diretos e cerca de 8000 indiretos (quando concluído); estimular novos negócios na área do comércio, gerando riqueza para o País; atrair investimento privado nacional e internacional; e dinamizar a região, criando novos espaços para benefício direto das populações e do comércio local.
O plano de reestruturação do Porto de Lisboa representa a um investimento cujo valor global ronda os mil milhões de euros, 80% dos quais de privados.

Pergunta:O que fazia o ministro aguiar hifen branco neste anuncio governamental?????

O que gostaríamos como legenda da foto seria: Ministro da Economia entre 2 demitidos.Mas enfim, qualquer dia será!!!!!!!!!!

3 comentários:

1677/78 disse...

Muito simples, a presença quer dizer que o cais NATO no Portinho da Costa têm o funeral anunciado.

Anónimo disse...

Concordo. Finalmente ha um aproveitamento logico da margem Sul do Tejo que eh muito mais profunda ( aquela que nao Dafundo)e permite assumir que a margem Norte vai ser dedicada aos navios de Passageiros , opcao turistica com enorme potencial economico.
Goncalves Cardoso
CAlm ref

Anónimo disse...

As duas fotos são para quê???