Google+ Followers

Google+ Followers

terça-feira, 20 de novembro de 2012

A ORIGEM

O Governo devia olhar com atenção para “uma estrutura militar altamente cara e despesista”, defendeu o social-democrata Macário Correia no programa “Terça à Noite” da Renascença.
O presidente da Câmara de Faro considera que “estamos a alimentar generais e oficiais superiores que não fazem praticamente nada” e, acrescenta: "O mundo militar vive de mordomias e privilégios que devem acabar”.

Estas declarações do Engº Presidente da Câmara de Faro foram a origem do desagradável incidente , e consequente processo judicial , em que foi envolvido o Senhor Vice Almirante Botelho Leal , coordenador e autor do blog "A voz da Abita...na reforma"

Convenhamos que são palavras bastante desagradáveis para os Militares. E "bastante" é o termo mais suave que se poderá encontrar

2 comentários:

Anónimo disse...

acho graça à etiqueta

Manuel Saraiva disse...

Eu cá, se fosse Ministro da Defesa, mandava publicar a rotina diária de trabalho do General ou do Almirante "médio", para o povinho ver o que é trabalhar no duro, de Sol a Sol!
Como nenhum ministro da Defesa irá fazer isso, resta aos militares irem divulgando aquilo com que, no dia a dia, se ocupa um General ou Almirante. Os Chefes de Estado Maior e os Comandantes das Academias Militares qualquer um percebe mais ou menos o que farão.
Agora as outras dezenas de oficiais generais, fazem concretamente o quê no dia a dia?
Estou convencido que mais de 90% da população portuguesa tem esta dúvida, e nunca me apercebi de nenhum esforço por parte das FA no sentido de a dissipar.