Google+ Followers

Google+ Followers

terça-feira, 27 de abril de 2010

BRAVÔ

Louvo o Vice-Almirante, NII 56469, João da Cruz de Carvalho Abreu, pela forma muito competente, distinta e prestigiante, como exerceu as importantes funções de Comandante Operacional dos Açores (COA), reiterando as superiores qualidades profissionais e pessoais que lhe são sobejamente reconhecidas.
Oficial General dotado de relevantes qualidades de planeamento e organização, soube sempre conduzir a sua acção de forma activa e dinâmica, associando aos seus sólidos conhecimentos um notável critério, alicerçado em inteligência, forte realismo e espírito de bem servir, empenhando-se, sob uma perspectiva conjunta, na valorização dos meios das Forças Armadas sedeados nos Açores.
No desempenho das funções inerentes ao seu cargo, o Vice-Almirante Carvalho Abreu, fruto da sua elevada experiência profissional e das suas qualidades de liderança, desenvolveu uma notável acção no planeamento e no comando e controlo dos Exercícios Açor 091 e 092, dedicados respectivamente ao treino e avaliação da defesa militar do Arquipélago e de todas as capacidades do Sistema de Protecção Civil. A sua capacidade de diálogo e coordenação com as autoridades regionais, foram decisivas para o sucesso alcançado e simultaneamente para o reforço das excelentes relações existentes com as demais instituições participantes, assim se aprofundando uma sólida garantia de actuação eficaz e coordenada em caso de necessidade.
Oficial dinâmico, com grande coragem moral e espírito de iniciativa, exerceu o seu comando de modo muito responsável e criterioso, tanto na orientação e estímulo das actividades operacionais, como no relacionamento com a comunidade regional, sendo disso bom exemplo, a realização de eventos organizados pelo COA em parceria com outras entidades, nomeadamente com a Universidade dos Açores e destinados a debater importantes temas de Segurança e Defesa, focando-os nas realidades e nas potencialidades dos Açores.
A acção por si desenvolvida, com base na sua grande capacidade de trabalho, inexcedível disponibilidade para o serviço e elevado espírito de missão, permitiu consolidar e elevar o valor e a credibilidade das Forças Armadas, ao mesmo tempo que o Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas pode encontrar nele um precioso colaborador.
Oficial de sólida formação moral e militar, dotado de exemplares qualidades de abnegação e sacrifício, firme e coerente nos seus actos e muito afável e seguro nas relações humanas, é o Vice-Almirante Carvalho Abreu merecedor de ser destacado e apontado como exemplo a seguir, pelos serviços por si prestados no Comando Operacional dos Açores, devendo estes ser considerados muito relevantes, extraordinários e distintíssimos, dos quais resultaram honra e lustre para a Instituição Militar.
- O Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas, Luís Valença Pinto, general.


















































Sem comentários: