Google+ Followers

Google+ Followers

quarta-feira, 26 de maio de 2010

ÁS ARMAS

Ministério da Defesa Nacional
Ministério da Cultura
Comunicado conjunto
Notícias vindas a público recentemente, relativas ao Museu de Marinha, têm gerado alguma confusão na comunicação social, levando a tomadas de posição que partem de premissas erradas.
De forma a evitar que se alimentem falsas notícias, e para cabal esclarecimento do público e da comunicação social, informa-se o seguinte:
Nunca esteve prevista a transferência do espólio do Museu da Marinha para outra entidade e muito menos a sua extinção.
Fruto de um Protocolo entre o Ministério da Defesa Nacional e o Ministério da Cultura que permitirá a transferência do Museu Nacional de Arqueologia (MNA) para a Cordoaria Nacional, o Museu da Marinha poderá finalmente expandir-se para a ala conventual do Mosteiro dos Jerónimos actualmente ocupada pelo MNA, possibilitando a sua modernização e uma desejada actualização da sua narrativa museológica.
Neste sentido, atenta uma partilha positiva de saberes, competências e recursos das entidades e organizações que tutelam, o Ministério da Defesa Nacional e o Ministério da Cultura, no cumprimento do Protocolo estabelecido em 2009 conjuntamente com o Ministério das Finanças e da Administração Pública, e já parcialmente executado, estão a preparar um Protocolo Adicional ao estabelecido, no qual se visa o estabelecimento de um projecto museológico comum, partilhado, no espaço simbólico do Mosteiro dos Jerónimos.
Tal projecto destina-se a relevar a narrativa da Expansão Portuguesa, dos Descobrimentos Marítimos, e da presença de Portugal no Mundo, na medida em a Marinha é indissociável dessa parte da História de Portugal.

Nota: É preciso ter LATA. "I say again " É preciso ter muita LATA.
É que , desta vez e pela 1ª vez , apanharam um pequeno susto.
Penso que será o "embrião" e , então sim , a Canavilhas ficará na história .
S.Bento "espumou"

8 comentários:

Anónimo disse...

Isto é incrível , sabendo do memorandum que a Ministra fez.

Mas já agora aproveito para me admirar do SILÊNCIO da Marinha , do CEMA e dum tal Almirante médico que manda na cultura!!!!!!!

Anónimo disse...

Mas que pouca vergonha é esta?

LGF

Orlando Temes de Oliveira disse...

Não sendo anónimo também me admira a questão do silêncio. O que se teria passado no que respeita a contactos entre a Marinha e o MC?

Anónimo disse...

Se este texto, mais o erudito conteúdo da "Nota" final e mais estas duas belas "postas" forem representativas da cultura destes "profissionais" de má-lingua ignorante, defensores do que não sabem... mas muito convictos... estamos esclarecidos.
Noutros tempos pelo menos contávamos com os militares para terem algum bom senso. Agora pelos vistos estão já contaminados pela internetite, a doença dos muito ignorantes, mas muito exaltados e muito opinativos!
Depois se a gente tenta espremê-los, só sai raiva... e baixa politica.

Joaquim Afonso disse...

Como imediato que fui do N.R.P. Cacine, gostava de ter privado com este senhor anónimo, levando-o a fazer uma pequena mas simbólica travessia entre as ilhas da Madeira e de Porto Santo, com 3 metros de ondulação de NW, pelo través portanto.

Aí, meu caro senhor anónimo, permita-me um reparo mas, em relação ao seu esmerado articulado "... a gente tenta espremê-los, só sai raiva...", seria V. Exa. a auto espremer-se para vomitar e, tal como sucedeu com ilustres passageiros dessa travessia a que me refiro, oriundos da "alta política" a que (não) se refere, certamente também o sr. anónimo ficaria muito satisfeito por limpar a sua boca ladeada de vómito às cuecas do comandante, que estavam penduradas a secar na camarinha.

Se os "militares de outros tempos" a que se refere são os da aliança Povo/MFA, congratule-se por a história se repetir com demasiada frequência, desde a fundação da nacionalidade, e respeite o povo português e os seus militares.

Portugal despreza V. Exa. e a sua anónima figura, em particular num dia tão importante para o país como o de hoje.

Anónimo disse...

Fiquei esclarecido.
Um grande museu nacional (que há muito devia existir) comemorativo da maior saga portuguesa de todos os tempos, no seu mais representativo monumento, isso não! É crime de lesa-pátria.
Motivo?
Portugal despreza o anterior comentador. Mas venera a opinião do sr joaquim, heroico imediato das ondas de través de 3 m e saudoso do 28 de Maio de 1926.
He, he, he...
Bem dizia o anterior comentário... espreme-se e só sai...

carlos disse...

Ha muito que não visitava o Cacine.
houve sempre um anonimo que com muita piada fazia um comentário.
esta,virgula que agora aparece até é bom para nós, os da velha guarda, porque podia, simplesmente ser apagada, e escusavamos de ouvir as suas cuspidelas.
carlos p m

Luis Fernandes disse...

Por norma não comento opiniões de anónimos, visto não terem a dignidade e frontalidade de assumirem as suas próprias ideias e convicções... e não o vou fazer, pois faço questão de me manter fiel aos meus princípios (infelizmente algo cada vez mais raro) mas neste caso concreto atrevo-me a dizer que perdeu uma excelente oportunidade para estar "calado(a)".
Como costuma dizer um amigo meu: Opinions are like holes, every ass as one!
E há quem ainda se admire do pais ter chegado ao estado actual...